GAF INTENSIFICA ACTIVIDADE EM TEMPOS DE CRISE

 

Image

Ao longo do ano de 2012, o Gabinete de Atendimento à Família (GAF) prestou diversas respostas no Distrito de Viana do Castelo, a cerca de 1100 famílias. Neste número não estão contabilizados os acompanhamentos no âmbito de 4 projetos uma vez que estes funcionam em maior escala e amplitude.
Comparativamente aos anos anteriores, podemos assistir a um considerável aumento do número de utentes acompanhados no ano de 2012 (1075 utentes).

O serviço mais solicitado em 2012 foi o Apoio Comunitário, ao nível do atendimento jurídico, psicológico e Social (géneros alimentares, roupas e mobiliário). Este serviço conta apenas com o apoio de donativos, uma vez que não existem qualquer outro financiamento.
Grande número de famílias solicitaram o protocolo de Rendimento Social de Inserção (RSI), no sentido em que são realizadas várias avaliações para abertura de processo, que posteriormente são encaminhados para a ação social do
Centro Distrital de Segurança Social (CDSS) de Viana do Castelo. Poderão ter direito ao subsidio de RSI ou não.
Segue-se o Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica, também uma resposta que conta essencialmente com o apoio de donativos, uma vez tem apoio financeiro do CDSS de valor residual (apenas para 4 utentes/mês).

Relativamente ao número de refeições servidas, rondaram o número de 30.000 (entre almoços e jantares); além de 8500 pequenos almoços e outras refeições menores.

Quanto à distribuição de géneros a famílias, a partir de Novembro a distribuição de géneros no concelho de Viana do Castelo, passou a ter definição territorial atribuída às instituições que prestassem este serviço à comunidade, para que não houvesse duplicação de apoios. A partir de então o GAF passou a estar diretamente responsável por 2 freguesias e uma segunda instituição de apoio caso as de proximidade não tenham resposta. Desde aí, as famílias que solicitam o Apoio Comunitário, ao nível social, são encaminhadas para as respostas de proximidade.
No mês de Novembro apenas estão registadas atribuições de emergência, pois no período que antecede a campanha de recolha de géneros alimentares não existem produtos alimentares suficientes para assegurar uma distribuição semanal.

Em Dezembro de 2012, terminaram 2 projetos, co-financiados pelo Instituto da Droga e da Toxicodependência. O projeto Linhas e Rabiscos, que interveio quatro anos na linha litoral do Distrito do Minho, com atividades de redução de riscos e minimização de danos e o projeto Prexistências, que interveio num agrupamento escolar com alunos dos 3 níveis de ensino básico e escolas profissionais. Tal desencadeou a necessidade de demitir duas pessoas do seu quadro de pessoal, por extinção do posto de trabalho.
Surgirão maiores desafios nos próximos anos, que serão oportunidades para redesenhar estratégias de intervenção, no sentido de “fazer mais, com menos”. Uma aposta na eficiência, na eficácia e na qualidade.

O GAF é instituição de solidariedade social (IPSS), dos carmelitas sediada em Viana do Castelo, tem intensificado a sua atividade durante estes anos de maiores dificuldades económicas pelas quais as famílias estão a passar.

 

2013-01-21

 
[Voltar às notícias]