ENCONTRO DE EX-ALUNOS OCD

 

Image

Realizou-se nos passados dias 18 e 19 de Maio, mais um encontro-convívio da Associação do Antigos Alunos Carmelitas Descalços, que teve lugar, desta vez, na Casa Mãe da Ordem, o Convento Carmelita de Viana do Castelo.
Como vem sendo habitual, a recepção aos participantes foi efectuada pelos elementos do Secretariado, por volta das 15 horas, conforme o que estava estabelecido no programa. Seguiu-se depois o passeio/convívio “Minho Litoral”, muito bem organizado e acompanhado pelas excelentes informações históricas, culturais, gastronómicas e etnográficas por parte do colega José Manuel Lages e de vez em quando com a prestimosa colaboração de outro colega, o Manuel Paraíso, também um excelente comunicador e conhecedor da cultura alto minhota. Foi interessante visitar a parte histórica de Vila Nova de Cerveira, subir ao Monte do Cervo e observar lá do alto o estuário do Rio Minho, que abraça as pátrias galega e lusitana, como que a fazer jus ao nome daquela belíssima ilha, bem perto de Cerveira e que dá pelo nome de “Ilha dos amores”. A comitiva seguiu depois de uma visita pela feira galaico -portuguesa, para Caminha onde visitou o centro histórico, passando por Moledo e Vila Praia de Âncora aonde não faltou a visita ao velhinho campo de futebol, agora com relvado sintético, palco de grandes jogos realizados por nós aquando do habitual passeio anual até aquela pitoresca Vila piscatória.
Foi interessante aquela escapadela, extra programa, à Senhora do Cabeço, em dia de Romaria onde o pessoal depois de uma visita à Capela da Virgem teve oportunidade de, “in loco”, desfrutar de belas desgarradas minhotas que tão brilho dão às festas e romarias da região.
O regresso ao Convento do Carmo deu-se já com o dia a findar e o Sol a esconder-se no horizonte do Oceano Atlântico, seguindo-se o jantar/convívio com a tradicional partilha dos farnéis onde não faltaram, também, o bom verde do Cortinhas e a famosa sopa de grão-de-bico muito bem confeccionada pelas cozinheiras do Convento a fazer-nos lembrar os velhos tempos do Seminário. Em vez do sarau habitual, desta vez, o José Lages brindou os colegas com uma visita guiada ao centro histórico de Viana do Castelo, em que mais uma vez este nosso colega, um vianense de gema, nos deu a conhecer muita da história e das vicissitudes ancestrais da capital do Alto Minho! O pessoal ficou manifestamente surpreendido e encantado com tanta e tão notável informação! E foi com as imagens do passeio vespertino na retina, o pensamento na Viana medieval e abençoado pela padroeira Nossa Senhora do Carmo que o pessoal recolheu aos quartos para uma noite de descanso.
O dia seguinte, no domingo, após o pequeno-almoço, realizou-se o plenário presidido pelo Padre Fernando Reis, que começou por informar os presentes da impossibilidade da presença do Provincial Padre Joaquim Teixeira por se encontrar em Espanha em representação da Província portuguesa da Ordem Carmelita Descalça, tendo em vista uma futura reestruturação da mesma ao nível da Península Ibérica, estando em equação a fusão das diversas Províncias numa só, mas salvaguardando-se a especificidade da Província lusitana bem como da Catalã, por razões históricas, geográficas e culturais.
O Amândio Teixeira, do Secretariado, leu a correspondência trocada com diversas entidades, nomeadamente com o Padre Provincial, Padre Manuel Reis da Comunidade do Porto e com o gabinete do Presidente do Município de Penafiel, a agradecer o convite formulado e a justificarem as respectivas ausências. Aproveitou o ensejo para informar os antigos alunos que a 1ª acta respeitante ao 1º encontro formal data de 29 de Abril de 1979, na altura redigida pelo saudoso Padre Pereira, o grande impulsionador destes encontros e da criação da nossa Associação.
No espaço de intervenção concedida aos participantes, o Manuel Paraíso tomou a palavra e sugeriu que se transmitisse ao Superior do Convento os agradecimentos da Associação pela disponibilização das instalações da casa mãe e pela simpatia e esmero no acolhimento aos oitenta participantes neste encontro anual. Endereçou, também, um agradecimento ao colega Leonardo Queirós pela excelente organização do encontro ocorrido no ano passado e ao José Lages que organizou o do corrente ano. Exaltou o papel das senhoras, esposas de vários colegas que, como de costume, tão bem organizaram o repasto do dia 18. Frisou o passeio turístico ao Minho Litoral e à noite cultural a Viana histórica citando, o escritor Ernest Hemingway dizendo que “o homem envelhece recordando o passado”. Foi também abordada a questão do cumprimento dos estatutos da Associação sendo reiterados os poderes à Comissão Instaladora com vista à implementação dos Corpos Sociais e oficialização da colectividade. Foi agendada para o dia 26 de Outubro, na Régua, a reunião de delegados, ficando incumbido da respectiva organização o colega Mesquita Montes.
O Padre João Costa, Superior do Convento de Viana do Castelo, deu as boas vindas a todos e agradeceu o trabalho executado pelas senhoras na organização deste evento, pedindo desculpa por alguma eventual falha. Exortou todos os antigos alunos a visitar, sempre que queiram e possam, a casa mãe em Viana do Castelo, uma forma de revisitar a infância e juventude, mas que seja para seguir em frente construindo o futuro, que ninguém tenha receio de vestir a camisola castanha e branca de Nossa Senhora do Carmo.
Seguiu-se a Eucaristia presidida pelo Padre Fernando Reis e concelebrada pelo Padre João Costa. Na homilia alusiva ao dia do Espírito Santo começou por fazer um paralelismo da palavra do Senhor com a história das nossas vidas, que são recordadas e recriadas nestes encontros dos antigos alunos. Na solenidade do Espírito Santo é querer receber os dons que nos dão a vontade de viver e projectarmo-nos para o futuro em que cada um segue a sua vocação, uns para o sacerdócio outros para outras opções de vida, pois todos fomos criados à imagem e semelhança de Deus enriquecidos pelos dons do Divino Espírito Santo, e temos todos o nosso papel a desempenhar no Mundo como arautos de Deus em que a nossa vida é uma peregrinação na direcção do Criador. Como vem sendo costume, a Eucaristia foi acompanhada por cânticos litúrgicos orientados pelo Custódio Fernandes e pelo organista/músico Alberto Ribeiro. A solenidade religiosa terminou com todo o pessoal a entoar o Hino do Seminário!
Seguiu-se o habitual almoço, muito bem confeccionado pelas cozinheiras do Convento do Carmo, findo o qual, o pessoal começou a preparar o regresso a sua casas formulando votos mútuos de uma boa viagem e já com vontade da presença no próximo encontro, agendado para 17 de Maio de 2014 novamente na Casa Mãe de Viana do Castelo.

Francisco Martins Morais - AAACD

 

2013-06-09

 
[Voltar às notícias]