DIA DA FAMÍLIA CARMELITA

 

Image

A família dos carmelitas descalços em Portugal acaba de viveu no dia 10 de junho, em Avessadas, Marco de Canaveses, mais uma alegre e jubilosa experiência de encontro e festa com o II Encontro da Família Carmelita. Depois da primeira iniciativa do género realizada em Aveiro, no ano passado, reunimo-nos agora em Avessadas para cima de 400 pessoas oriundas de todas as comunidades de padres carmelitas, de irmãs carmelitas, de carmelitas seculares e de todos os grupos de oração, de jovens, de acólitos, de leitores, de grupos corais e muitos outros que vivem a sua fé alimentados pela espiritualidade do Carmelo. Este ano, o tema do encontro estava inspirado na passagem bíblica da Samaritana: «Dá-me de beber». Com este mote, realizamos vários workshops para as diferentes sensibilidades e idades. Dois passeios orantes, um pela quinta e outro pela mata, um workshop dentro do próprio santuário e outro ainda para os mais pequenos. Todos eles foram uma oportunidade para entrarmos em contacto com a Palavra de Deus, com a doutrina dos nossos fundadores, Teresa de Jesus e João da Cruz, explorando a simbologia que o ambiente do Convento de Avessadas oferece. O almoço partilhado, o concerto dos grupos corais de Aveiro, Braga e Porto, e a eucaristia foram outros momentos altos deste dia que jamais esqueceremos. Fizemos ainda presentes as nossas irmãs carmelitas de clausura com uma mensagem que elas dirigiram a todos os participantes bem como pela oferta do Carmelo da Guarda de uma recordação que todos os participantes levaram para suas casas. Muitos expressaram a sua alegria e gratidão, pois levaram para suas casas e comunidades o reservatória cheio de «água viva» que saciou verdadeiramente a sua sede.

Eis alguns dos testemunhos que nos vão chegando por escrito:
«Ainda com o pensamento no “Dia da Família Carmelita” quero agradecer a todos os que prepararam este encontro. Quem usufrui
não sabe o trabalho que dá a sua preparação. As horas a pensar, a executar, a expectativa para que tudo corra bem. Tive o privilégio de ter escolhido “O caminho pela Quinta” . Não era
um passeio, era uma peregrinação. Já depois de ter acabado, durante a tarde e em casa e mesmo hoje no meu local de trabalho, medito no que
encontrei pelo caminho. A simbologia de cada “encontro” marcante para mim... S. Teresa na carroça com o cavalo... forte muito forte, e Cristo pregado na Cruz. Ainda não consigo enfrenta-Lo, mesmo sendo um jovem despido, num tempo frio, que representou muito bem.
Um carinho especial para os dois “pequenos” timorense e açoreano, que correram, se esfalfaram para que todo corresse bem. Como disse o Sr Pe Joaquim Teixeira: "foi um bocadinho do céu na terra". Se na casa do Pai há muitas moradas, peço a Deus que me leve para o Castelo Carmelita. pois Santa Teresa de Ávila e S. João da Cruz são tudo o que de mais belo existe na minha alma. Obrigada. AN

Outro ainda:

«CARÍSSIMO PADRE PROVINCIAL E COMUNIDADE DOS PADRES CARMELITAS DE AVESSADAS E SEUS COLABORADORES, É COM NUITA ALEGRIA E AMIZADE QUE MANIFESTAMOS A NOSSA GRATIDÃO... VENHO FELICITAR-VOS E AGRADECER A EXCELENTE FESTA E A OPORTUNIDADE QUE NOS DERAM PARA CRESCERNOS NA FÉ E NO CARISMA CARMELITA. SOMOS UM GRUPO DE 29 A FALAR EM UNÍSSONO: “VALEU A PENA, VIR!”
VAMOS DAQUI MELHORES PESSOAS!!! FOI TUDO MUITO BELO, NUM CRESCENDO QUE CULMINOU NA MARAVILHOSA EUCARISTIA, ANIMADA POR UM CORO BRILHANTE, QUE LIGOU O CÉU À TERRA!»

ME

 

2013-06-11

 
[Voltar às notícias]