Novena a Nossa Senhora do Carmo

 

A família dos Carmelitas está a viver uma jornada de preparação para a Solenidade da Sua Mãe e Padroeira, Nossa Senhora do Carmo. Apresentamos duas propostas de novena para viver a par e passo cada dia que antecede esta solendiade que será a 16 de Julho.


Proposta I

Dia 7: Maria, em tudo igual a nós…
Maria foi, por privilégio, preservada de todo o pecado, mas em tudo o mais, foi igual a nós, muito próxima de nós.
Maria apaixonou-se por José e ambos sonharam juntos um futuro e ficaram noivos…
O segredo de Maria em se manter confiante e serena, no meio de todas as exigências e dificuldades, foi descobrir e ter, desde sempre, Deus como o Único da Sua vida. Maria convida-nos a colocá-Lo no centro, a não desviar d’Ele o olhar… Deixarmo-nos amar por Ele, entregarmo-nos a Ele.
Que o nosso coração se conserve confiante, sereno e em paz, mesmo no meio das provas, exigências e dificuldades da vida, sempre na procura da presença do Senhor.
Os Carmelitas tomaram Maria como Mãe (que guia, protege, sustenta) e como Irmã (como Aquela que partilha toda a realidade da nossa vida, tal como se nos apresenta em cada momento, pois em tudo é semelhante a nós). Em cada momento do nosso dia-a-dia, Ela nos acompanha, caminha connosco e nunca nos abandona.

Fica connosco, Mãe terna e carinhosa, Senhora do Carmo, e vela por nós, sê nossa companheira nos caminhos da nossa vida e ajuda-nos a descobrir em cada acontecimento a presença do teu Filho Jesus!

Ave Maria...

Dia 8: Maria escolhida e preparada,
desde sempre, pelo Amor, para uma missão
Desde sempre os Carmelitas olharam para Maria como um jardim cheio da Beleza de Deus, a Beleza do Monte Carmelo. Deus Pai, ao escolher Maria para Mãe do Seu Verbo, fez d’Ela um jardim cerrado, um lugar onde só podia entrar o seu Senhor, o Esposo para se dar à Sua esposa.
Deus, ao olhar Maria enamorou-Se da sua Beleza, da Beleza de que Ele A havia revestido, deixou-Se cativar por Ela, pela sua pequenez e humildade, olhou-a ternamente e veio ao seu encontro. Deus-Trindade, no dia da Anunciação, entra delicadamente na intimidade e no silêncio de Maria, como Senhor absoluto, no seu jardim, e expõe-lhe o Seu projecto de amor, diferente do plano de Maria. Em total disponibilidade, Ela dá o seu sim. Só acolhendo incondicionalmente os planos de Deus, seremos verdadeiramente felizes. Deus, ao encarnar em Maria, derrama n’Ela todo o Seu amor. Maria torna-Se assim, “o lugar mais profundo da relação com Deus”.
José é o primeiro a acolher este mistério de amor infinito e ensina-nos, com o seu exemplo, a fazermos o mesmo: a acolhermos Maria em nossa casa, na nossa vida simples de cada dia, como ele fez, para que no nosso quotidiano, nasça Jesus.

Maria, nossa Mãe, Beleza e esplendor do Carmelo, entra na nossa vida com o Senhor a Quem Tu tanto amaste, ensina-nos sempre a dizer “sim”, para que a nossa vida se torne toda bela como a Tua!

Ave Maria...

Dia 9: Maria, escolhida por Deus,
reconhece-se profundamente amada por Ele
Maria, depois da Anunciação fica cheia de Deus e ao precatar-se de dom tão grande acontecido n’Ela não o pode guardar para Si. O seu coração transborda de alegria, porque está todo centrado em Deus e, por isso, pode voltar-se inteiramente para fora de si própria, em direcção aos outros.
Maria cheia da graça de Deus, inundada da Sua Presença, com o Menino em Seu seio, põe-se a caminho, apressadamente, para comunicar a Sua alegria e praticar a caridade. Chega a casa de Isabel e dá tudo o que tem: a Sua alegria, porque está repleta de Deus, dá o Espírito Santo, porque n’Ela totalmente Se tinha derramado no momento da Anunciação e canta o seu cântico de louvor, o Magnificat.
Também nós, depois de comungarmos, levamos Jesus em nós como Maria O levou a Isabel, tornamo-nos portadores de Cristo. Cantemos com Maria e como Maria: com toda a nossa vida!

Mãe do Senhor e Mãe do Carmelo, Senhora do Magnificat, dá-nos pela graça do Espírito Santo, um coração agradecido, um coração que ama, um coração pobre e humilde, cheio da Presença de Jesus, para, como Tu, irmos “apressadamente” ao encontro dos Irmãos, a todos quantos esperam as obras do nosso amor!

Ave Maria...

Dia 10: Maria sempre disponível para obedecer
à vontade de Deus nos acontecimentos da vida
Maria, em cada momento da sua vida, deixa-Se conduzir por Deus. Muitas vezes vemo-La itinerante, numa vida de instabilidade, mas sempre dócil e totalmente confiante, obediente e disponível à voz de Deus. Está sempre pronta a acolher o momento presente como ele se apresenta, sem manifestar preferências ou queixas. Tem Deus sempre com Ela. Que mais pode desejar o Seu coração? Maria sabe que o Senhor é o Eterno Presente e, por isso, está toda presente a Ele!
Depois da Encarnação de Jesus e, porque Ele viveu e assumiu integralmente a nossa condição humana, todos os âmbitos da nossa vida, ficaram impregnados para sempre da Sua presença. Então, em cada acontecimento, seja que aspecto e forma tiver, o Senhor está lá, e Maria acompanha-nos, porque Maria é inseparável do Seu Filho. Sempre que dissermos sim, incondicionalmente, a cada acontecimento da nossa vida, Maria faz-Se presente, porque onde se diz “sim” a Deus, ai está Maria toda presente.

Maria, nossa Mãe, sempre itinerante pelos caminhos da vontade de Deus, alcança-nos a graça de em todos os acontecimentos da nossa vida, reconhecermos a voz do Senhor e encaminha-nos sempre com a Tua mão carinhosa até ao Céu.

Ave Maria...

Dia 11: Maria na sua missão de mãe de família,
na sua casa de Nazaré
Contemplamos Maria como mãe de família, na sua casa em Nazaré, na vida simples de todos os dias, na intimidade do Seu lar de amor, onde vive com Jesus e José. Ela é a educadora de Jesus, juntamente com José; esta é a missão que o Senhor lhes confia.
A Família de Jesus, Maria e José é, na delicadeza das relações entre as pessoas, o espelho da Trindade encarnada sobre a terra. Nesta Família, cada uma das pessoas que a compõem só procura uma coisa: cumprir a vontade de Deus. O mesmo devemos fazer na nossa Comunidade.
Em Nazaré não havia inquietações inúteis. Sabiam que Deus velava por eles, esperavam tudo de Deus, por isso eram silenciosos. Maria convida-nos a viver desta certeza que o Senhor cuida de nós a cada instante.

Mãe carinhosa e cheia de ternura, ensina-nos a Tua contemplação de Deus, infunde em nós aquelas virtudes de que sempre esteve adornado o Teu lar de Nazaré, para que, onde quer que nos encontremos, reproduzamos sobre a terra a beleza das relações que se viviam na Tua casa de Nazaré: o céu de Deus reflectido sobre a terra.

Ave Maria...

Dia 12: Maria medita todos os acontecimentos
da Sua vida, no silêncio do Seu Coração
Maria é a mulher da vida interior, virgem silenciosa e fiel. É da contemplação de Jesus, e dos acontecimentos da vida do Seu Menino, que nasce em Maria a necessidade de entrar no Seu Coração, nesse lugar de silêncio e adoração, e aí conservar todas estas coisas. Também nós, quando não compreendemos o agir de Deus na nossa vida, precisamos de nos recolher em silêncio, no nosso coração. Aí devemos esperar a luz do Espírito Santo que nos há-de iluminar e esclarecer, reconhecendo que tudo vem da vontade de Deus.
“Meditar dia e noite na Lei do Senhor” é viver, como Maria, com os olhos postos em Cristo, reconhecendo-O presente em tudo. Maria chama-nos também a entrarmos no nosso coração, onde se reza a Deus, se recebe a Sua luz e se aprende a Sua vontade, e a comunhão íntima com Deus e com os irmãos. O Carmelo é Casa de Comunhão para todos nós seus filhos, porque o Carmelo é o Coração imenso da nossa Mãe sempre aberto para nos acolher!

Virgem Maria, Senhora do silêncio, ensina-nos a descobrir Jesus no meio dos acontecimentos da nossa vida, para nos unirmos mais intimamente a Ele, compreendendo o Seu agir e a Sua vontade, e assim O irradiarmos para os outros, nos nossos gestos de fraternidade, de amor, ternura e comunhão.

Ave Maria...

Dia 13: Maria aprende a ser discípula de Jesus
e torna-Se, junto à Cruz, Mãe fecunda da Igreja
Maria foi aprendendo, na interioridade do Seu Coração, onde ponderava e conservava todas as coisas, de como Jesus A foi convidando a passar de mãe a discípula, e este caminho não foi fácil para Ela.
Maria ao pronunciar o seu Fiat, faz a Deus uma entrega sem limites, para tudo o que Ele quiser realizar n’Ela. Abandona-Se totalmente, sem reservas.
Vai compreendendo que deve deixar Jesus seguir o Seu destino, que não O voltará a ter, senão tornando-Se discípula. O próprio Jesus foi a cruz quotidiana de Sua Mãe. Chamou-A a renunciar ao seu vínculo maternal para O seguir como discípula. Ele próprio renunciava, quotidianamente, à Sua mãe. Será junto à cruz que Maria perde Jesus, Se torna discípula e recebe, já não apenas o Seu Filho único, mas uma multidão de filhos.

Maria, dá-nos um coração generoso para dizer sempre “sim”, um coração simples, humilde, paciente, purificado, abandonado a Deus como o Teu, para que o Amor de Deus Se possa manifestar livremente em nós, na nossa vida e nos outros, e assim sermos verdadeiros discípulos de Jesus, fecundos em obras de amor para toda a Igreja.

Ave Maria...

Dia 14: Maria viveu todos os momentos
da Sua vida em fé
Toda a vida de Maria foi uma peregrinação na fé. É proclamada feliz por Isabel, porque acreditou, mas como esta bem-aventurança de Maria foi provada ao longo da sua vida!...
Na Anunciação, Maria abre-se a Deus e à Sua proposta de amor e aqui inicia a Sua caminhada de fé!
Maria e José vão sendo introduzidos, durante os anos da vida escondida em Nazaré, neste contacto com um Jesus tão humano e tão igual a nós, na prova da noite da fé. Mais tarde, já na vida pública, Maria sofrerá ao ver que Jesus e o Seu ensino não são bem aceites…Vai vendo como tudo isto O encaminha para a Cruz…
Mas foi junto à Cruz que Maria viveu a grande prova da fé. Todas as palavras recebidas na Anunciação aparecem desmentidas no Calvário… Ao ver Jesus morto, Maria padece a noite mais escura. Comunga o Seu aniquilamento . A provação da sua fé torna-A intimamente participante da morte de Jesus, por amor de todos. E assim se torna Mãe da Humanidade. A provação da fé de Maria, condu-La à plenitude do Amor do Pai, que gera uma multidão de filhos e que Maria acolhe como Mãe!
Virgem Maria, concede-nos acolher em fé cada um dos momentos da nossa vida, como meio para nos unirmos intimamente a Teu Filho Jesus, e a nossa vida se tornar fecunda em amor, ajudando a gerar novos filhos para toda a Igreja.

Ave Maria...

Dia 15: Maria vela no Céu por nós,
Seus filhos, e espera-nos
Maria quer ensinar-nos que a fé nos conduz sempre ao Céu. Fomos criados para Deus, que é a nossa felicidade, e é a fé que nos abre as portas do Céu.
Na fé da Igreja, acreditamos que Maria está no Céu em corpo e alma. Temos uma Mãe que vive no coração da Santíssima Trindade, na alegria de Jesus e de todos os Santos.
Deus está próximo de todos nós; e Maria, unida a Deus, participa da presença de Deus, encontra-se extremamente próxima de nós. Pede-nos que abramos o nosso coração a Deus como Ela o abriu, que Lhe demos todo o espaço. O Senhor virá então, e com Ele virá também Maria, que vive intimamente unida a Ele. Acolhamos a Sua materna presença. Assim o Céu e a terra ficam para sempre unidos no coração do homem. Maria vive imersa nesta grande luz e neste amor, que é Deus. Por isso, com os olhos transfigurados, Maria pode velar por cada um de nós Seus filhos, dando-nos todas as graças que necessitamos.

Virgem Maria, toda revestida de beleza e de luz, olha por cada um de nós, guia os nossos passos até Jesus, une-nos a Ele, e introduz-nos, quando chegar a tarde da nossa vida, na comunhão plena de amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Ave Maria...


Proposta II

Antífona para todos os dias:
Flor do Carmelo vinha florida, esplendor do céu,
Oh!Mãe, Virgem singular, Doce Mãe sempre Virgem.
Aos Carmelitas dai privilégio, Estrela do Mar.

Oração Final para todos os dias
Bendita e Imaculada Virgem Maria, beleza e glória do Carmelo, Vós que tratais com bondade inteiramente especial aqueles que se vestem do vosso amadíssimo Hábito, volvei sobre mim um olhar propício e cobri-me com o manto da vossa maternal proteção.
Pelo vosso poder fortificai a minha fraqueza; pela vossa sabedoria esclarecei as trevas do meu espírito, aumentai em mim a fé, a esperança e a caridade.
Ornai a minha alma com as virtudes que me faça agradável ao vosso Divino Filho e a Vós.
Assisti-me durante a vida, consolai-me na morte pela vossa amável presença à Santíssima Trindade, como vosso Filho dedicado para Vos louvar e bendizer eternamente no paraíso. Amém.

Primeiro Dia
Oh! Maria, Virgem Mãe Imaculada, Rainha do Carmelo, que fostes contemplada pelo Profeta Elias na nuvenzinha que subia do mar, depois transformada em chuva copiosa, derramai sobre toda a humanidade as graças de vosso Coração Imaculado e convertei aos pobres pecadores.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

Segundo Dia
Rainha e Mãe do Carmelo, Virgem Mãe Imaculada, que durante séculos fostes honrada em vossa Maternidade Divina no Monte Carmelo pelo Profeta Elias e seus sucessores - os Filhos dos Profetas - fazei reinar nas nossas famílias essa mesma entranha devoção que torne cada vez mais presente nos nossos lares o vosso Divino Filho Jesus que nos guarde, para a vida eterna.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.
Terceiro Dia
Oh! Maria Imaculada, Virgem Santíssima do Carmo, que visitastes vossos Filhos Carmelitas no Monte Carmelo, consolando-os, dando-lhes graças abundantes, visitai também as nossas almas, ajudando-nos a fugir do pecado e a praticar com amor as obras de misericórdia.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

Quarto Dia
Maria, Virgem imaculada, Rainha do Carmelo, lembrai-vos que os vossos Filhos Carmelitas do Monte Carmelo após o Pentecostes abraçaram o Evangelho e o anunciaram por toda parte e no Monte Carmelo Vos consagraram o primeiro templo do mundo em vossa honra.
Dai-nos muitos missionários, que por toda parte vos façam conhecer, para a dilatação do Reino de Jesus.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

Quinto Dia
Maria, Rainha e Mãe dos Carmelitas, que lhes destes como penhor da salvação o Santo Escapulário, nós vos agradecemos e Vos suplicamos a graça de viver na fidelidade à Lei de Deus para que em nossa morte possamos contar com a vossa presença e ir ao céu contemplar-Vos eternamente.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

Sexto Dia
Maria, Virgem Mãe Imaculada, Rainha do Carmelo, que tendes concedido as mais extraordinárias graças através de vosso Santo Escapulário, ajudai-me a trazê-lo dignamente, conservando a pureza de coração e de costumes, repelindo tudo o que possa magoar o vosso olhar puríssimo.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

Sétimo Dia
Rainha e Mãe do Carmelo, que fizestes grandes milagres através do Santo Escapulário, cobri o mundo com o esplendor de Vosso Imaculado Coração para que seja enfraquecido o reino do mal e do pecado, e todos os povos se aproximem de Vós para imitar vossa pureza e caridade.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

Oitavo Dia
Maria, Virgem - Mãe Imaculada Rainha do Carmelo, que sempre concedestes as maiores graças aos Carmelitas, enviai-nos muitas vocações sacerdotais, religiosas e para o Carmelo Secular, para que o vosso Nome seja sempre mais glorificado, para a glória de vosso Filho Jesus Cristo.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

Nono Dia
Maria, Rainha e Mãe do Carmelo, que velais pela Santa Igreja com maternal amor, abençoai o Santo Padre, o nosso Bispo, os sacerdotes, os religiosos e todo o povo cristão.
Abençoai a cada um de nós que desejamos vossa proteção agora e na hora de nossa morte.
Ave-Maria.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós.

 

2015-07-07

 
[Voltar às notícias]