DIÁRIO DO X CAPÍTULO PROVINCIAL

 

X Capítulo Provincial

A Província Portuguesa de Nossa Senhora do Carmo realizou, de 25 a 28 de Março de 2008, o seu X Capítulo Provincial. Esta reunião magna dos Carmelitas Descalços em Portugal acontece de três em três anos com o objectivo de avaliar o percurso feito e definir novas prioridades pelo governo da Província eleito neste encontro capitular. Este evento teve lugar no Centro de Espiritualidade de Avessadas, Marco de Canaveses, e contou com 15 religiosos capitulares.

Dia 25 de Março

- Pelas 10h00, começaram a chegar os 15 Padres Capitulares ao Centro de Espiritualidade, Marco de Canaveses, até às 11h00, seguindo-se a celebração da Missa Votiva do Espirito Santo.

- A primeira sessão ocorreu pelas 12h00 com a apresentação do relatório do triénio, apresentado pelo P. Pedro Ferreira. Seguiu-se a abertura da terceira sondagem dos religiosos indicados para o ofício de provincial.

- Pelas 16h00, o Capítulo reuniu-se para dar início à segunda sessão. Após a invocação do Espírito Santo, os capitulares procederam à eleição do provincial, sendo escolhido para o segundo mandato o P. Pedro Lourenço Ferreira. De seguida, os capitulares reuniram-se no Santuário do Menino Jesus de Praga para dar graças ao Senhor, cantando o «Te Deum». Após este canto de louvor, cada capitular prestou obediência ao recém-eleito provincial, enquanto ecoavam as notas do hino «Ubi Caritas et Amor, Deus ibi est».

- Às 18h00, reuniram-se os padres capitulares para a terceira sessão, tendo como principal ponto de agenda a eleição dos quatro conselheiros do provincial. O P. Pedro, recém-eleito provincial, fez a sua proposta e dela foram eleitos os seguintes conselheiros: P. Fernando Reis, P. Joaquim Teixeira, P. Alpoim Portugal e P. Armindo Vaz. Após a eleição seguiu-se a declaração de aceitação e a profissão de fé.
Elegeu-se ainda o P. Agostinho Leal como sócio ao Capítulo Geral que se realizará no próximo ano, em Fátima.
De seguida, o provincial apresentou algumas mensagens enviadas ao Capítulo Provincial, tais como: do P. Geral Luis Arostegui, dos Animadores das Missões, dos Grupos de Oração Teresiana, das Irmãs Carmelitas Descalças e dos nossos estudantes de teologia.
Encerramos este primeiro dia de trabalhos com a oração de Vésperas.

Dia 26 de Março

- Quarta sessão. Pelas 10h00, retomamos os trabalhos capitulares com a leitura de algumas cartas endereçadas ao Capítulo e reflectimos sobre alguns desafios nelas contidos. Os delegados e superiores das comunidades começaram a apresentar as respectivas relações.

- Às 12h00 reunimos para a eucaristia. Antes já tinhamos acolhido os membros do Secretariado Nacional da Ordem dos Carmelitas Seculares, presidido pela Maria Emília André. Participaram connosco na eucaristia, onde o P. Provincial salientou a importância do laicado carmelitano. Participarão na sessão da tarde nos assuntos que lhe dizem mais directamente respeito.

- Também foi convidada uma representação das Irmãs Carmelitas Descalças. No entanto, porque ainda não elegeram os corpos gerentes da recém-criada Associação dos Carmelos em Portugal, acharam por bem enviar uma comunicação ao Capítulo que leremos na sessão da tarde.

- Às 16h00, reunimo-nos para a quinta sessão. Este encontro centrou-se na reflexão da comunicação que o Secretariado da Ordem Carmelita Secular fez presencialmente ao Capítulo. Esta sessão evidenciou o sentido de pertença a uma família alargada de leigos, frades e irmãs. A Maria Emília André informou o Capítulo sobre o número de fraternidades existentes, 9 ao todo, com cerca de 250 elementos. Pediu aos capitulares para que continuem a dar-lhes o apoio na formação e acompanhamento que a Ordem Secular Carmelita necessita.

- Depois de confraternizarmos com os membros do Secretariado OCDS, regressamos, pels 18h00, à sala capitular, para darmos início à sexta sessão que versou essencialmente na apresentação e discussão dos relatórios das comissões do triénio cessante: de formação, de pastoral juvenil e vocacional, de espiritualidade e de economia.


Dia 27 de Março

- Pelas 10h00, o P. Provincial reuniu com os seus conselheiros em ordem à preparação da constituição de comunidades, tendo em conta as prioridades que foram sendo delineadas durante o dia de ontem.

- Às 15h00, o Conselho reuniu novamente para dar seguimento ao assunto iniciado de manhã.

- Pelas 18h00, o Capítulo reuniu para mais uma sessão. O P. Provincial apresentou uma proposta de composição das comunidades para votação e aprovação. Desta votação resultou a seguinte composição:

AVEIRO: P. Silvino Teixeira Filipe (superior), P. Manuel Jesus Vaz de Brito e P. Rui Fernandes Rodrigues.

AVESSADAS: P. Agostinho dos Reis Leal (superior), P. António José Pereira, P. Alpoim Alves Portugal e P. Vasco Nuno Tavares da Costa.

BRAGA: P. Agostinho Gonçalves de Castro (superior), P. João de Sousa e P. José Carlos Vechina.

ELVAS: P. Avelino Fernandes Lopes (superior) e P. José Lourenço Francisco.

FÁTIMA: P. Jeremias Carlos Vechina (superior), P. Armindo dos Santos Vaz, P. Alfredo Martins Bento e P. Pedro Lourenço Ferreira (provincial).

FUNCHAL: P. Manuel Dias Vieira da Costa (superior), P. Cecílio Astondoa Gortazar, P. Carlos Carreira Mamede e P. Jorge dos Santos Vaz.

PORTO: P. António Fernando Sá Reis (superior), P. Manuel Fernandes dos Reis e P. Joaquim da Silva Teixeira.

VIANA DO CASTELO: P. João Manuel Teixeira da Costa (superior), P. Joaquim da Rocha Maciel, P. António Fernandes Gonçalves, P. Carlos Manuel Gonçalves e Fr. Domingos Borlido de Melo.

Dia 28 de Março

- O Capítulo Provincial reuniu para a sétima sessão, por volta das 10h00, e dedicou toda a manhã à elaboração de determinações capitulares para o próximo triénio.

- Pelas 15h30, inaugurou nova sessão - a oitava, para continuar a elaborar as determinações que estruturarão a orientação das prioridades para o triénio.

- Às 18h00 voltamos à sala capitular para a última sessão. Lemos e aprovamos as determinações para esta nova etapa da vida dos carmelitas descalços em Portugal, bem como a acta de todo o Capítulo. O P. Provincial dirigiu a sua palavra aos padres capitulares, agradecendo o empenho e entusiasmos que todos colocaram na realização do X Capítulo Provincial.

- Por fim, colocamo-nos em atitude orante aos pés da Virgem Nossa Senhora do Carmo, entoando a Salve Regina e pedindo-Lhe a benção para a fecundidade das muitas decisões que acabamos de tomar.

28/03/2008

 

 
[Voltar às notícias]